Passeio por Petrópolis: Museu de Cera de PetrópolisPetropolis Wax Museum

20131114_154858Algumas semanas atrás, eu falei sobre o meu passeio em Petrópolis nesse post aqui. Como o primeiro post havia ficado muito extenso, decidi fazer um segundo post contando do segundo lugar que eu consegui visitar em Petrópolis.

E esse lugar é a Casa de Cera de Petrópolis. O espaço é pequeno, mas bem charmosinho. Não se compara talvez aos Museus de Ceras Madame Tussauds espalhados pelo mundo, mas dá para ter muita diversão nas salas.

20131114_152450Logo na entrada a gente já encontra o cidadão ilustre da cidade: Santos Dumont. A diversão começa no momento da compra das entradas.

20131114_153516 20131114_153448

As estátuas de cera são feitas pensando em todos os detalhes e as instalações temáticas conversam bem com as estátuas. Eduardo e eu nos divertíamos bastante tirando as fotos.

_- 20131114_153132O mais legal era tentar fazer as poses que lembrassem as estátuas. Eram muitas fotos para sair apenas uma boa. 20131114_154159 20131114_153747 20131114_154303 20131114_154230As fotos não ficaram muito boas, pois todas são de celular e a iluminação do museu é um pouco escura por conta de toda ambientação da instalação e atrapalha na qualidade das imagens. De qualquer forma valeram para registrar o momento. Como já disse o museu é pequeno, mas vale a visita caso você esteja de visita pela cidade. A visita é curta, não ocupa muito o tempo de passeio. Mas dá para se divertir bastante.

Até mais

 Para acompanhar todas as novidades do Prateleira de Cima: LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube | Bloglovin’

Quero tempo…I want time

arraialdocabo23Quero tempo …

Quero tempo para dormir, para ler livros, para as séries de tv favoritas, para ouvir novas músicas.

Quero tempo para cozinhar, fazer novas receitas e inovar no forno e fogão, para ter uma dieta equilibrada, para comer com calma.

Quero tempo para ler os textos da faculdade, a bibliografia complementar e os artigos do assuntos que me interessam na minha area, para fazer as atividades complementares.

Quero tempo para fotografar, aprender os recursos da minha camera, estudar mais o Lightroom e fotografia em geral.

Quero tempo para dançar e cantar loucamente pela casa, para jogar video-game, jogos de tabuleiro, para brincar de Lego.

Quero tempo para escrever e postar no blog, me dedicar mais ao Prateleira de Cima, para gravar blogs e para visitar os blogs dos amigos.

Quero tempo para viajar, para passear, conhecer novos lugares, nem que seja a nova drogaria do bairro.

Quero tempo para correr, praticar uma atividade física, andar de bicicleta no parque.

Quero tempo para ver a família, para os almoços de domingo, para rever os amigos e para as reuniões com as amigas.

Quero tempo para mim.

Quero tempo para o tempo.

Passeio por Petrópolis: Casa Encantada

encantadapetropolis

Em novembro do ano passado, eu e Eduardo fomos a Petrópolis, uma cidade na região serrana do Rio de Janeiro, para o casamento de uma amiga. A minha ideia era fazer um tour pela cidade e apresentá-la aqui no blog, mas acabei ficando doente e não pude preparar nada.

Só que nada foi perdido.

No dia que cheguei a Petrópolis, a gente conseguiu visitar dois lugares bem bacanas: a Museu de Cera e a Casa Encantada. Hoje vou falar para vocês da Casa Encantada.

20131114_151906O Museu Casa Santos Dumont ou mais conhecida como Casa Encantada é a antiga moradia de veraneio do Pai da Aviação.

20131114_145207Idealizada pelo próprio inventor a casa hoje abriga o museu e um centro cultural e possui um acervo composto por artigos pessoais.

20131114_144904

20131114_144511

A casa é muito legal e está preservada da mesma forma de quando Dumont a utilizava. Está cheio de história e curiosidade sobre o lugar e o sobre o próprio aviador. O visitante pode ver objetos pessoais e miniaturas de replicas do 14 Bis e da própria casa. Além disso dá para conhecer o trabalho dele e de toda a sua biografia.

20131114_151906

20131114_150743

As fotos não ficaram muito boas, pois o dia não estava com uma boa iluminação e não podíamos usar o flash no anterior das instalações. E as fotos eram do celular. Tinhamos deixado a camera fotográfica na pousada.

A Casa Encantada fica pertinho do Relógio das Flores, da Avenida Koeller e da faculdade PUC-Petrópolis. Para quem gosta desse tipo de passeio é bem interessante, principalmente pelas informações que descobrimos sobre Santos Dumont.

Até mais

 Para acompanhar todas as novidades do Prateleira de Cima:
LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube | Bloglovin’

4 anos em São Paulo4 years in Sao Paulo

_DSC0103

São Paulo também tem por do sol bonito

Hoje faz exatamente 4 anos que estou vivendo em São Paulo e posso dizer que já vivi muita coisa nessa cidade. Parece que foi ontem que desembarquei de vez nessa imensidão de prédios e carros.

Tudo era novo para mim: uma nova casa que eu iria cuidar; uma nova rotina, um novo estado; passei de solteira para casada; parei de trabalhar e tranquei a faculdade; e fiquei longe da família e amigos. Foi uma mudança em todos os sentidos.

Lembro de quando cheguei aqui e ficava o dia  inteiro em casa sozinha, chorava a cada momento do dia de saudades, pois lembrava do que eu estaria fazendo naquele momento se eu tivesse no RJ. O horário do fim da tarde e da janta eram os piores. Quando o Du chegava do trabalho, eu ficava igual aqueles cachorrinhos carentes andando atras do dono, bajulando e querendo atenção.

Por muito tempo fiquei perdida e sem rumo. Odiei São Paulo com todas as minhas forças. Não me adaptava ao clima, as pessoas, o modo que elas viam a vida. Sofri bullyng (aos 26 anos) por ser carioca, as pessoas não me entendiam, eu não conseguia as entender. Tive, diversas vezes, vontade de largar tudo, juntar minhas coisas e voltar para o RJ sem lenço e sem documento. Se não fosse o Du com toda a sua paciência e compreensão eu talvez não estaria aqui escrevendo esse texto.

Mas São Paulo não é só sofrimento. Foi aqui que descobri minha verdadeira vocação: a biblioteconomia e seu mundo fascinante e escondido. Conheci pessoas bacanas e blogueiras, nas quais tem me mostrado uma outra São Paulo através de olhares e lentes. Os amigos da faculdade que me fazem atravessar a cidade com seu transito caótico para aprender com suas experiencias. O mundo novo que tenho descoberto no último mês em meu novo trabalho.

São Paulo é enlouquecedor, mas ainda não estou pronta e nem quero sair daqui. Posso dizer que agora que comecei apreciar e desfrutar as coisas que ela pode oferecer. Se prestarmos bem atenção ela pode ser divina, mesmo sem praia (hehehe).

Ainda tenho para cá mudou minha visão de mundo, minha relação com as pessoas e comigo mesma. Aprendi muita coisa nesses poucos 4 anos aqui e sei que ainda tenho muito mais para aprender.

São só 4 anos, mas sinto que tenho construído uma nova vida aqui com a companhia do meu amigo inseparável Du.

Até mais

 Para acompanhar todas as novidades do Prateleira de Cima:
LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube | Bloglovin’

_DSC0103

Today completes exactly four years I’m living in Sao Paulo and I can say I have lived a lot in this town. It seems like yesterday that I landed once immensity of buildings and cars .

Everything was new to me: a new home that I would care, a new routine, a new state; I got married; I quit my job and paused the college, and I stayed away from family and friends. It was a big change in every way.

I remember when I came here and spent the whole day at home alone, crying every moment of the day because I remembered what I’d be doing right now if I were in the RJ. The time of the late afternoon and supper were the worst . When Eduardo came home from work, I’d be like those poor doggies walking behind the owner, cringing and wanting attention.

For a long time I lost and aimless. I hated Sao Paulo with all my strength. Not suited me the weather, the people, the way they saw life. I suffered bullyng (at age 26) because I’m carioca, people do not understand me, I could not understand them. I had, several times, willingness to drop everything, get my stuff together and get back to RJ without anything. If not for the Du with all your patience and understanding I may not be here writing this text.

But São Paulo is not only suffering. It was here that I discovered my true vocation: the library and its fascinating and hidden world. I met cool people and bloggers, in which you have shown me another Sao Paulo with looks and lenses. College friends that make me cross the city with its chaotic traffic to learn from their experiences. The new world that I have discovered in the last month in my new job.

São Paulo is maddening, but I’m not ready yet and do not want to leave. I can say that now that I began to appreciate and enjoy things it can offer. If you pay close attention it may be divine, even without the beach (heheh).

Yet here I changed my worldview, my relationship with people and with myself. I learned a lot in those few four years here and know I still have much to learn.

Time is only 4 years, but I feel I have built a new life here with my company’s and inseparable friend Du.

See you later!

To keep up with all the news, follow us on:
LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube | Bloglovin