Eu não aguento mais estudar!

_DSC9626

Algumas pessoas irão estranhar o título desse post, mas é esse sentimento que tem me acompanhado nos últimos meses. Calma, você irá entender depois de eu contar minha história. Não me entenda mal, eu gosto de estudar. Adoro descobrir sobre as coisas, mas 10 anos atrás de um diploma é muito cansativo.

Eu concluí o Ensino Médio em 2003 e de lá para cá a única coisa que tenho feito é estudar. Iniciei 2 vezes a faculdade de Letras e acabei trancando porque a vida de vez em quando muda o seu percurso. Claro que nesse tempo também tomei algumas decisões que me fizeram chegar onde estou. Me culpo um pouco, ou talvez não, pois são nos erros que a gente aprende mais.

Por causa dessas mudanças me tornei a eterna estudante nesses últimos 10 anos. Vou dizer para vocês que é ruim não ter uma formação. Pequenos detalhes do dia a dia como por exemplo fazer um cartão de crédito que mostra como é complicado não ter uma graduação. Pode parecer besteira mas para mim faz muita falta não estar formada!

Muitos planos estão adiados. Quando falo para as pessoas isso, sempre escuto: ” – Mas Karin, você ainda está muito nova. Tem tanta coisa ainda pela frente!” . Concordo com isso, mas ao mesmo tempo já está passando o meu tempo, tem tanta coisa que queria fazer e daqui pouco já não tem mais sentido em realizar.

Tenho quase 29 anos e queria ter realizado algumas coisas: já ter viajado para alguns lugares, feito intercambio, morar fora. Essas coisas que a gente pode fazer porque terminou a graduação e está livre para se aventurar pelo o mundo. Sem uma formação me sinto presa, amarrada sem poder alcançar os meus desejos.

Aí vem sempre um e diz aquela frase que acabei de citar lá em cima. E essa mesma pessoa vem e me cobrar quando terei filhos, já que estou há tempo suficiente casada e na idade de começar a pensar sobre isso. Aí eu digo: “Ah, quando terminar a faculdade a gente já vai planejando isso”. Só que na verdade eu quero dizer, depois dos 40!

_DSC9653

Quando terminar a faculdade eu quero viajar, trabalhar, juntar dinheiro, me aventurar, talvez fazer intercambio, quem sabe morar fora. Curte mais meu casamento, fazer os cursos que não consigo fazer porque não tenho tempo agora. Pois esses desejos que tanto vivem comigo e que acabo deixando para depois por causa da graduação que nunca acaba.

Sei que para muita gente isso tudo é besteira, que muitos não entendem ou que pode parecer uma história muito boba de uma garota muito mimada. Só que para mim não é, e me sinto de mãos atadas em relação aos meus sonhos e desejos. Me sinto estagnada.

Estou na metade do caminho. Semana que vem começa mais uma nova etapa na faculdade e estou ansiosa por sua conclusão. Quando esse período acabar sei que já estarei a caminho do fim dessa jornada. E logo estarei livre para ter uma profissão e fazer o que bem quero.

Quero deixar claro uma coisa: adoro o curso que escolhi para ser minha profissão! Não há algo que combine mais comigo do que a Biblioteconomia. Só me culpo um pouco por ter encontrado tão tarde para fazer isso. Talvez se tivesse escolhido o meu caminho na hora certa, teria aproveitado melhor os anos de estudo e hoje estaria colhendo os frutos!

A dica que dou para aqueles que ainda não chegaram na fase de vestibular ou já estão nela: priorizem sempre sua formação, não abram mão dela por nada nesse mundo, não deixem para depois. Estudem, pesquisem, procurem saber mais sobre aquilo que querem ser. Não sabemos como será o amanhã e é muito complicado correr atrás do prejuízo. E se por acaso descobriu que escolheu o curso/profissão errado, não se martirize. Erros acontecem e devemos tirar o melhor proveito dele.

Até mais!

 Para acompanhar todas as novidades do Prateleira de Cima:
LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube | Bloglovin’

Meme: 5 lugares que eu quero conhecer

Algum tempo atrás, bem no início do blog, fiz um post falando dos lugares que gostaria de visitar antes de morrer (confiram aqui).

Esse mês, o Rotarrots propôs no tema lugares que gostaríamos de conhecer e aí pensei em fazer um top 5 daquele primeiro post e colocá-los como objetivo para as minhas próximas viagens. (em breve, em breve, assim espero).

A lista baixo está em ordem decrescente de vontade, amor, predileção ou qualquer outra coisa.

Top #5 – Austrália

Fonte da imagem: Australia

Fonte da imagem: Austrália

Não sei explicar porque tenho vontade de conhecer a Austrália. Alguns dizem que é um país muito parecido com o Brasil em relação ao clima e as características da população (algumas, não todas). Muitos dos meus artistas musicais favoritos são de lá (Hello, Natalie Imbruglia!) e tenho uma curiosidade sem explicação de conhecer e tal. A Paula Buzzo do Não Provoque irá para lá em breve e não vejo a hora de saber mais detalhes sobre a viagem e já ir pensando em como serão as minhas.

Top #4 – Bonito

bonito

Fonte da Imagem: Bonito

Gosto de cidades, mas também gosto da natureza. E fico fascinada em como ela é deslumbrante e como somos um nada diante de toda a sua imensidão! E Bonito é assim: bonito!

Nunca fiz ecoturismo e Bonito é um ótimo lugar para esse tipo de viagem. São tantas atividades e tantos lugares fantásticos que a natureza decidiu se mostrar que não vejo a hora de poder aproveitar!

Top #3 – Fernando de Noronha

Fernando-de-Noronha-1

Fonte da Imagem: Fernando de Noronha

Fernando de Noronha é um daqueles lugares que quando a gente é criança aposta como destino de lua-de-mel. Todo mundo aqui sabe que eu amo praia e tem lugar mais perfeito para juntar lua de mel com praia. As belezas que só essa ilha pode proporcionar! Quem sabe na minha lua de mel eu não vá conhecer esse paraíso!

Top #2 – Orlando e seus parques temáticos

magic-kingdom-orlando

Fonte da Imagem: Orlando

Não tem nem o quê explicar porque quero ir a Orlando, não é? Os parques temáticos, o Mickey, Minnie e Pato Donald. Fica perto dos meus personagens de desenho favoritos da infância, me divertir, fazer compras e tantas outras coisas legais que só a Magia Disney pode proporcionar!

Top #1 – Nova Iorque

Nova York

Não há lugar no mundo que eu mais quero conhecer do que Nova Iorque. Já falei que só fascinada por cidades e ela é o supra-sumo das cidades. Quero conhecer cada canto, cada pedaço, cada esquina. Visitar museus, teatros, lojas, padarias e tantas outras atrações que só essa cidade pode me oferecer. Não vejo a hora do momento que poderei arrumar as minhas malinhas, tomar o avião e pousar na cidade que não para!

Essa foi a minha listinha TOP 5 de lugares que quero conhecer. Claro que há muitas outras cidades que tenho vontade de conhecer. E vocês? Quais são os lugares que querem conhecer? Já visitou algum desses aí da lista acima? Me conta mais nos comentários!

Este meme faz parte da Blogagem Coletiva para o mês de julho do Rotaroots – Blogueiros de Raiz, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui.

Até mais!

 Para acompanhar todas as novidades do Prateleira de Cima:
LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube | Bloglovin’

Meme: 5 coisas para fazer no inverno

 

 

Todo mundo que me conhece sabe que não sou fã do inverno. Desculpa, mas esse período do ano é o pior para mim: minha alergia ataca mais, tenho que andar com 50kg de roupas, os dias são mais curtos, o banho é sempre um sacrifício, preguiça de levantar cedo, consumo menos água, acabando saindo do meu peso ideal, e tantas outras que poderia enumerar ficar horas enumerando aqui.

Mas também tem coisas que no inverno são mais legais de fazer. Por isso vou colocar as 5 melhores coisas (que vai ser difícil encontrar já que não gosto de frio) para se fazer no inverno:

1 – Fazer (e comer, óbvio) Fondue

Gosto muito de fondue e adquiri um novo jogo de cerâmica para preparar recentemente. Agora aqui em casa dá para fazer fondue salgado (queijo) e doce (chocolate) ao mesmo tempo.  Só estou esperando o tempo esfria um pouquinho em SP para estrear o aparelho novo.

2 – Tomar chá

Tenho começado a praticar o hábito de tomar chá. Sou fã de café, mas não dá para ficar fazendo isso o tempo todo por conta das substancias contidas nele (já sou agitada por natureza, então não dá). Só que no inverno sempre dá aquele friozinho no final da tarde e nada melhor que um chazinho para esquentar acompanhado de torradas com geléia.

4on4eu

3 – Ver filme, série, tv em geral debaixo das cobertas

E acompanhada, claro! É muito gostoso com o frio ficar o dia todo no quarto debaixo das cobertas vendo tv e acompanhada do maridão ao lado. O problema é que com a faculdade não tenho muito tempo livre para fazer essas coisas. Sempre estou debaixo das cobertas, mas sentada em frente ao computador fazendo as atividades da faculdade!

4 – Vestir os pijamas de flanela ou conjuntos de moletom 

Não tenho pijamas de flanela, mas adoro os meus conjuntos de moletom. Todo inverno compro um conjunto novo para me aquecer nos dias mais frios. Aproveito aqueles de supermercado mesmo pois são mais baratos. E vamos concordar que é só para se aquecer em casa. Não precisa ser bonitão e caro. Só precisa me aquecer.

5 – Tomar sopa e beber chocolate quente

Não sou muito fã de sopa, mas sempre cai bem em uma noite mais fria. E se forem apimentadas ficam melhor ainda. Já o chocolate quente cai super bem naquelas noites que não quer comer algo salgado principalmente acompanhado de bolo.

Essa foi a minha lista com 5 coisas para fazer no inverno. Até que dão para o gasto para alguém que nem gosta do tempo frio, não é? Vocês tem alguma coisa que gosta muito de fazer no inverno? Deixa aí embaixo nos comentários.

Este meme faz parte da Blogagem Coletiva para o mês de julho do Rotaroots – Blogueiros de Raiz, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui.

Até mais!

 Para acompanhar todas as novidades do Prateleira de Cima:
LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube | Bloglovin’

Eu li: A Culpa é das Estrelas, de John Green

culpadasestrelas

Finalmente consegui ler o famoso livro do John Green. E gente, que livro bem escrito.

O livro conta a história de Hazel, uma menina de 17 anos que tem câncer terminal no pulmão e encontra Augustus, um menino que teve câncer nos ossos e está em remissão. Eles começam a se conhecer e a se envolver amorosamente enquanto ela luta com as dificuldades que a sua condição de saúde proporciona. Não vou ficar falando da sinopse aqui pois há inúmeras abordagens da história espalhadas pela internet.

culpadasestrelas2

Esse foi o primeiro livro que li do John Green e gostei muito de sua escrita. Ela é leve, cheia de referências legais e tem um ótimo ritmo. Você nunca fica cansado de ler e quer “devorar” o livro sem parar. Até a última folha.

Se chorei lendo o livro? Sim! Juro que evitei determinados ambientes por causa da probabilidade de choro. É bonito, e triste e emocionante. Mas para ler é melhor estar preparado psicologicamente para aguentar as cenas fortes e emocionantes, caso contrário não aconselho começar a ler.

culpadasestrelas1

Ainda não vi o filme e não pretendo ver em breve. Com tantas pessoas falando que se desidrataram assistindo a adaptação, decidi não me maltratar desse jeito principalmente porque não estou muito bem psicologicamente para aguentar 2 horas de choradeira. Vou aguardar uma tarde de descanso e das férias para chorar um pouquinho.

LivroA Culpa é das Estrelas | Autor: John Green | TraduçãoRenata Pettengill | Editora: Intrinseca

E vocês? Já leram o livro? Viram o filme?? Deixe nos comentários o que achou!

 Para acompanhar todas as novidades do Prateleira de Cima:
LojaOnline | Facebook Twitter Instagram  | Skoob | Youtube | Bloglovin’